24 de fevereiro de 2011

Salvem o português!!!



Eu não sou nenhuma professora de Português...

Não tenho domínio completo sobre a nossa língua (mas pretendo!).

Ainda cometo alguns erros... Mas além de ser raros, são bem específicos, por falta de lembrar algumas regras...

Mas não gosto disto e pretendo melhorar... Justamente por isso que hoje tenho uma gramática (atualizada, claro!) e pretendo sempre me aperfeiçoar...

Por gosto, por vontade e por obrigação – já que a língua é a minha principal ferramenta...

Mas isso não me impede de opinar sobre alguns erros que ando vendo MUITO, principalmente na internet...

São erros crassos, puros absurdos, de chegar a doer só de ler!!!

Muitos podem ser causados pelo modo de falar, aplicando à escrita o som exato proferido...

Mas, mesmo assim, isso não é justificativa, pois são palavras básicas... Qualquer pessoa que frequente a escola ou leia um pouco mais (BONS textos bem escritos) acaba “aprendendo” só de ler...

E ainda que não fossem palavras “básicas”... Você pode descobrir como escreve por associação ou, na dúvida, pra não escrever merda, consulta um dicionário!!!

Eu vivo com o meu do lado... Sem vergonha nenhuma admito isso...

Primeiro porque, como já disse, a língua é meu instrumento de trabalho...

Segundo, porque acho uma afronta escrever errado...

Eu mesma cometo meus erros, mas são principalmente de gramática (o principal deles é a crase... às vezes me confundo quando usar porque são várias regras – mas quero melhorar e por isso comprei uma gramática...).

Quando me refiro a afronta, é em relação às palavras... Poxa... Se tem dúvida de como escreve, pesquisa!!! Nem precisa ter dicionário de papel como eu tenho... É só jogar no GOOGLE!!! Tão simples...

Mas e a preguiça?

E quando a pessoa escreve errado com a certeza de que está certo (percebemos isso quando o erro é recorrente).

Eu ainda não me conformo com isso... Penso o que devem estar ensinando nas escolas... Que pais são esses que não olham os deveres escolares dos filhos... Acompanham sua educação...

Um dos PIORES erros e, infelizmente, o MAIS COMUM é a troca do “mas” pelo “mais”.

Como me dói ler isso...

Ok, pode ser culpa do som da palavra como uma amiga comentou (principalmente no caso dos paulistanos que tem mania de colocar “i” onde não existe na hora de falar), mas pô! Não é possível que não tenha aprendido na escola essa diferença...

Não é possível que, se a pessoa não sabe, é só trocar por um sinônimo...

Mas aí é que está o problema: falta de raciocínio! Capacidade de associação, interpretação...

Ninguém é obrigado a falar e escrever perfeitamente... Mas é obrigado a ter dúvidas... E na iminência da dúvida, pesquisar!!!!

Não achou a resposta? Troca por um sinônimo!!!

Já fiz váááááárias vezes isso... Aliás, além de um dicionário normal, eu também tenho um dicionário de sinônimos! Auhauahauha...

Pro meu caso é ótimo, já que quando escrevo as peças jurídicas, não dá para ficar repetindo as palavras e não sei de cor todos os sinônimos... Esse dicionário sempre fez sucesso no trabalho! Rs...

Eu me sinto muito triste vendo tantos erros...

O “mais” é o que MAIS irrita... Mas há tantos outros... AnCiedade, exceSSão, Cinceridade, competênSia, sejE, menAs... Esses são os que lembro agora, de cabeça... Mas é só dar uma voltinha na net para achar vários outros... Principalmente nos blogs e, mais ainda, nos comentários desses blogs...

Na minha época de escola eu não me lembrava desses erros...

Mas na minha época de escola não havia internet (não como hoje...).

Não havia programas de conversas instantâneas (o primeiro que ME LEMBRO foi o ICQ que só usei no colegial).

Com a disseminação desses programas, em que temos que escrever tão rápido, é comum o uso das abreviações... Vc, pq, tbm, qdo... Mas além disso, não sei de onde veio uma certa “moda” de escrever errado...

Começou com a linguagem dos “miguxos” (acho). Alternando as letras entre maiúsculas e minúsculas e deixando um pouco mais “fofo” a forma de escrever... “aXiM, VoXÊ, VamU”...

O problema foi a aplicação desse jeito de escrever/falar para a vida real...

Vemos em provas escolares esses mesmos erros...

Ou seja, não pode ser usada a desculpa de ter que escrever rápido...

O que se percebe é que, de tanto usarem as palavras erradas em coisas informais, acabamos por usá-las em situações que requerem um português mais correto.

Onde vamos parar desse jeito??? Qual será o futuro do mundo???

Parece ser hipotético demais pensar nisso, mas é verdade...

Se os jovens de hoje em dia não forem corrigidos nessas pequenas coisas (nem vou entrar em outros “campos”!), eles jamais corrigirão seus filhos... Com a internet e a inclusão digital, a escola já não é mais suficientemente decisiva na hora de ensinar... Vale mais o que e como se escreve na net do que o certo de acordo com a nossa língua...

Isso me entristece muito...

E me irrita...

Dá vontade de sair corrigindo... Não por mal, mas poxa, não é legal aprender???

Infelizmente nem todos pensam assim...

Eu tive uma colega de trabalho (Oi, Cris, saudades!) que era super bacana...

Ela era simples, não teve um bom estudo e admitia isso... E sabia que cometia vários erros de português... Mas ela vinha pedir para ser corrigida....

Antes de enviar algum email ou carta, ela sempre nos entregava pra corrigir...

Achava aquilo uma atitude tão bacana...

Não importava se ela não tinha tido instrução suficiente... Não importava seu orgulho em demonstrar seus erros e assumí-los... O que importava era aprender!!! Uma atitude muito mais nobre do que orgulho idiota..

E entende-se por orgulho idiota a atitude daquela pessoa que, quando corrigida, se sente ofendida...

Óbvio, há aqueles que corrigem por maldade, colocando-se numa posição superior... Isso é tão ridículo quanto...

Mas há aqueles que corrigem pra ensinar, numa boa...

Mas a receptividade nem sempre é a mesma, infelizmente...

Eu adoro quando sou corrigida... Mais um conhecimento que adquiro!

Mas não posso sair corrigindo assim... Por melhor intenção que haja...

Porém, dentro do meu círculo de convinvência faço o que posso... Pego no pé das minhas sobrinhas e de quem mais precisar...

E chamo atenção para isso...

Acho que se cada um de nós fizermos um poquinho, dentro do possível, talvez ainda haja alguma “salvação”...

Senão de nada valerão as reformas e os Pasquales da vida...

Bjs!PS: Procurando na net a frase que escolhi para ser o título, achei essa entrevista super bacana com Sérgio Nogueira. Vale a pena conferir! http://www.istoe.com.br/assuntos/entrevista/detalhe/5712_SALVEM+O+PORTUGUES

PS2: Esqueci de comentar e agora não consigo encaixar essa idéia no texto, então vou colocar aqui um outro problema que identifico e que causa tantos erros: falta de leitura!!! O hábito da leitura é ótimo pois, além de relaxar e viajar, você aprende! De tanto lermos uma palavra (e só lemos muito uma palavra se lermos muito) você acaba gravando sua forma de escrever na mente... Ou, ao menos, se ela é escrita errado, você a “estranha” o que acabará lhe levando a pesquisá-la até confirmar...
Eu AMO ler!!! Desde pequenininha... Tive muito incentivo da minha família (olha aí a importância da família de novo!) e peguei gosto!!! Mesmo que você não goste, incentive seus filhos, sobrinhos, amigos... Ler é cultura!!! Cultura é saber!!! E saber é viver!!!

PS3: Eu queria muito ter achado uma figura/foto/desenho de um Português sendo salvo, mas não achei...rs... Fica aqui, então, registrada minha intenção! rs...

Bjs!

4 comentários:

Helô CP disse...

Adorei Ju! Eu luto contra as pessoas que não usam o cérebro pra se vestir decentemente e você contra as que não usam para comunicar! Se todos começarem a nos acompanhar teremos um mundo com pessoas inteligentes e bem vestidas! hahaha! Fazer blog é uma delícia, vc vai ver como vicia... Saudades e beijos!

July disse...

Isso tudo é uma utopia, mas sem isso não podemos viver!!! Sempre temos que esperar um mundo melhor: melhor vestido, melhor pensado, melhor falado... auhauahuahauha... NUnca é demais!!! rs...
Eu tô adorando agora que peguei o pique... No começo acho que era falta de assunto, já que tinha me limitado só a escrever daqui, mas agora que "abri meus horizontes" (ai, que dramático! rs...), me sinto mais à vontade para escrever...rsrsrsrs...

Bjs!

Cátia Peralta disse...

Agora fiquei a imaginar um português a ser salvo... lol mas esquece que o resto é bem mais importante: assino em baixo!!!

Eu não vos posso corrigir muito porque algumas coisas fico na dúvida se são iguais no português do brasil mas leio cada coisa nos dois lados do oceano que fico doida...

Também procuro sempre confirmar alguma dúvida e troco por sinónimos se a dúvida persiste mas a verdade é que noto que escrevo pior desde que uso muito a net... acho que a lógica é a mesma dos livros... nos livros lês a palavra certa e aprendes... aqui lês muito a palavra errada e acabas por cair no erro!!

Bjs **

July disse...

Então imaginei esse anjinho, naquele mar e com uma bóia! uahuahuaha..
Acho que a burrice é um 'privilégio' de qualquer terra e, mais ainda, um 'privilégio' latente naqueles que ficam muito tempo na internet e praticam pouca leitura...
E falo da internet pois acabamos pegando muitos vícios, às vezes escrevemos por ironia (por exemplo: seje, enveja, oriveu, brioso) comigo não e o caso de transpor essa brincadeira para a vida real, mas há manias como escrever "vc" que me pego praticando em coisas mais oficiais...
Se mesmo me policiando faço isso, imagine aqueles que vivem na net iXCreVENdu axXim... ¬¬*

Bjsss Cátia!!!